Igreja paroquial

Índice do artigo

Novamente se referem apenas breves dados históricos (retirados da Monografia do Dr. Lourenço Alves e de outro seu livro, «A Arquitectura Religiosa do Alto Minho», vol. I).

igrejacarrecolado igreja

 

Ao lado: a Igreja paroquial de Carreço

 

 

 

  • Segundo uma antiga tradição, a Igreja paroquial estaria situada no local onde se encontra a Capela de S. Paio (Lugar de Carreço), hipótese porém difícil de provar, pese embora um antigo cemitério que por lá haveria.
  • É possível que Carreço tivesse dois padroeiros, como acontecia noutras freguesias medievais: S. Paio e Santa Maria. Mais tarde prevaleceria apenas Santa Maria com o início da construção da nova igreja paroquial.
  • O corpo principal da Igreja foi terminado em 1605 (como uma data gravada numa coluna da Igreja atesta), mas a sua construção remonta às últimas décadas do séc. XVI (época do estilo manuelino tardio e maneirismo renascentista). Mas a Capela-mor só foi terminada em 1645 (sendo reitor António de Abreu Pereira).
  • No séc. XVII, as paredes da capela-mor foram recobertas de azulejo decorativo. No que respeita ao azulejo das paredes do corpo da igreja, sabe-se que em 1689 ainda não tinha sido acabado.
  • Em 1700, o Visitador da Colegiada de Valença recomenda aos paroquianos que façam uma torre para os sinos; mais tarde, em 1755, o visitador recomenda que construam uma nova torre; em 1758 essa nova torre já estaria construída.
  • É no séc. XVIII que a igreja foi muito beneficiada com diversas obras: termina-se de colocar os azulejos a toda a volta no interior, tecto de madeira na capela-mor, em caixotões com pinturas alusivas à vida e paixão de Cristo.
  • A igreja apresenta planta basilical de três naves separadas por arcos formeiros apoiados em seis pares de colunas clássicas. Constitui-se por: nave central, capela-mor (mais estreita que as restantes partes da Igreja), seis altares e duas sacristias.
  • Exteriormente, os alçados são formados por silhares regulares, com poucas protuberâncias; a fachada apresenta uma porta de arco inteiro com caneluras esquemáticas, com uma moldura de cordame entrelaçado e uma rosácea, introduzida recentemente.

AddThis Social Bookmark Button