Comemoração dos 40 anos da Nossa Diocese

S Catedral_de_Viana_do_CasteloO nosso Bispo publicou no passado dia 23 de Setembro de 2017, uma carta pastoral para assinalar os 40 anos da Diocese de Viana do Castelo, que vão ser comemorados através de um programa que se prolongará até 2020.

No documento, citado pela Ecclesia e remetido pelo Secretariado Diocesano de Comunicação Social de Viana do Castelo, D. Anacleto Oliveira destaca o contributo dos Bispos que ao longo das décadas passaram pela região, desde D. Júlio Tavares Rebimbas a D. Armindo Lopes Coelho e D. José Augusto Pedreira.

Um dos eventos destinados a celebrar o 40º aniversário da Diocese é a transladação dos restos mortais de D. Júlio Tavares Rebimbas”, primeiro Bispo de Viana do Castelo, “para a Sé Diocesana”.

A cerimónia, que “está já a ser preparada”, vai ter lugar no dia 07 de Janeiro de 2018, de Aveiro, onde se encontra sepultado, para a Sé da capital do Alto Minho “no mesmo dia litúrgico da sua entrada na Diocese” e da Solenidade da Epifania do Senhor.

Recorde-se que D. Júlio Tavares Rebimbas entrou em Viana do Castelo a 08 de Janeiro de 1978, mas no próximo ano a referida festa litúrgica está estipulada para um dia antes no calendário.

Na carta intitulada ‘Somos Igreja que Agradece’, o nosso Prelado sintetiza “os contributos essenciais” dos seus antecessores, que construíram a Igreja Católica na região e as suas comunidades, e fizeram dela o que é hoje.

Para D. Anacleto, os 40 anos da Diocese de Viana do Castelo são também uma ocasião para celebrar figuras como o Beato Frei Bartolomeu dos Mártires {1514 -1590}, Arcebispo de Braga que foi responsável pelo território que hoje compreende as Dioceses de Viana do Castelo, Bragança-Miranda e Vila Real.

O ano 2017-2018 vai ser reservado à comemoração da memória de Frei Bartolomeu dos Mártires, pela forma como “preparou” a comunidade católica de Viana do Castelo para a sua consolidação com Diocese.

Um Bispo que em breve vai ser canonizado pela Igreja Católica depois da aprovação do processo pelo Papa Francisco.

Será também ocasião para as Paróquias do território olharem para o legado do Beato Paulo VI, Papa que “criou a Diocese” vianense, através de uma bula publicada a 03 de Novembro de 1977.

Para os anos seguintes, em 2018 – 2019, D. Anacleto Oliveira propõe o “tema da evangelização”, tendo por base “São Teotónio”, que “já é Padroeiro secundário da Diocese”, e em 2019-2020 na temática do “acolhimento” e na figura de Maria.

D julio_tavares_rebimbas

D armindo_lopes_coelho

D _jose_pedreira


AddThis Social Bookmark Button