Nota do Conselho Presbiteral de 21/11/2017

CatedralNo dia 21 de novembro de 2017, no centro pastoral Paulo VI (Darque), reuniu-se, sob a presidência de D. Anacleto Oliveira, o Conselho Presbiteral da diocese de Viana do Castelo.

Depois da recitação da hora litúrgica de Laudes e da leitura e aprovação da ata do último conselho presbiteral, foram abordados os seguintes assuntos antes da ordem do dia: a organização/gestão do centro Pastoral Paulo VI; a clausura do processo supletivo de Maria da Conceição Pinto da Rocha; a vivência diocesana da próxima semana do consagrado; a falta de resposta da diocese ao questionário de preparação do próximo sínodo dos bispos sobre “os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, a avaliação da semana da diocese e a publicação das contas de 2016.

De seguida, o conselho centrou os seus trabalhos nas propostas sinodais sobre “A Formação em Igreja, hoje”. Após uma breve apresentação do percurso histórico do sínodo diocesano (2001-2006), o conselho presbiteral fez uma avaliação dos sucessos e falhas na implementação das suas propostas e estudou possíveis revisões para o presente e futuro da diocese, nomeadamente no que se refere à proposta sinodal da formação religiosa no âmbito sacramental.

Esta avaliação foi realizada à luz das indicações dadas pelo D. Anacleto Oliveira, na sua última carta pastoral, para não se reduzir a um simples fazer coisas, mas ser uma ocasião de conversão e adesão contínua à pessoa de Jesus Cristo.

Um ponto comum na reflexão foi a necessidade da existência da formação e da formação de todos os intervenientes, inclusive a dos ministros. Foi expresso, pelo conselho, um veemente desejo de maior uniformidade entre os párocos, no que se refere aos critérios de formação pedida e oferecida por ocasião dos sacramentos. Foi valorizada, também, a aposta na preparação interparoquial, mormente do Batismo e Matrimónio, onde os leigos devem desempenhar um papel fundamental, como já ocorre em algumas comunidades da diocese.

O Conselho Presbiteral propõe a criação, em cada arciprestado, de um centro de preparação do Batismo e de um centro de preparação do Matrimónio, a funcionar por módulos, e pede que todos os Párocos, no âmbito sacramental, se empenhem na uniformidade de critérios e práticas.

Nas suas próximas reuniões, este órgão diocesano, continuará a abordar o tema da formação, especialmente a catequese, a Educação Moral Religiosa e Católica e a formação contínua dos sacerdotes.

AddThis Social Bookmark Button