Renúncia Quaresmal | 2019

Bispo DiocesanoO nosso Bispo D. Anacleto Oliveira, anunciou que o resultado da renúncia quaresmal se destinará ao jornal da Diocese “NOTÍCIAS DE VIANA” e a uma PARÓQUIA NA BOLÍVIA, por ambas as Instituições terem por objectivo a evangelização.

O órgão Diocesano de comunicação social procura criar comunhão entre Cristãos, Paróquias, Arciprestados, fazendo de todos verdadeira Igreja que, simultaneamente, é evangelizada e evangeliza, pelas notícias, entrevistas, artigos de opinião e outras publicações”, sublinha o Bispo de Viana do Castelo na mensagem para a Quaresma, este ano, com o tema “EVANGELIZA”.

Em causa está uma prática realizada durante os 40 dias da Quaresma em que os fiéis abdicam da compra de bens, reservando o dinheiro para projetos definidos pelo Bispo da respectiva Diocese.

Segundo números da Diocese de Viana do Castelo, todos os anos, em média, são recolhidos cerca de 20 mil euros durante a Quaresma, que começou na quarta-feira com a celebração de Cinzas, marcada por apelos ao jejum, partilha e penitência, que serve de preparação para a Páscoa, a principal festa do calendário Cristão.

No documento enviado aos órgãos da comunicação social, D. Anacleto Oliveira refere que “além das dificuldades financeiras por que continua a passar”, o jornal da Diocese “precisa de maior divulgação e de mais colaboração”.

Ele será o que todos, sem exceção, dele fizermosmovidos pelo amor e ao serviço do evangelho”, refere.

A Paróquia de BuenaVista, da Missão de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, é a outra instituição escolhida pelo nosso Bispo Diocesano para receber a outra metade do resultado da renúncia quaresmal deste ano.

D. Anacleto Oliveira adianta que a verba será confiada ao Pároco, Padre Márcio Asseiro, jovem sacerdote espiritano natural da Reboreda, Vila Nova de Cerveira.

É uma Paróquia de 14.362 habitantes, espalhados por uma área de 3.311 klm/2, com 30 comunidades, carentes, por exemplo, de obras na igreja e na casa paroquial, bem como noutros lugares de culto e apoio a atividades pastorais”, especifica a nota de Anacleto Oliveira.

Que o padre Márcio sinta que estamos com ele, movidos pelo mesmo amor com que se dá ao serviço do Evangelho”, realçou.

As duas finalidades da renúncia quaresmal {que resulta do dinheiro que cada católico juntou graças às renúncias que fez no período da quaresma} foram decididas por D. Anacleto após auscultação dos conselhos Presbiteral e Episcopal.

{Jornal “O Minho” de 07.Mar.2019}

AddThis Social Bookmark Button