XXVI Semana da Vida 2019

semanaVida2019A Igreja Católica em Portugal vai celebrar desde este domingo, dia 12 atá ao próximo, dia 19 de Maio a Semana da Vida 2019, iniciativa que quer destacar a “importância decisiva da Família na defesa da Vida”, afirmando que este é um valor inquestionável.

À sombra de uma família, todos cabem, todos crescem, todos vivem. À sombra de uma família, há passado e presente e futuro”, lê-se na mensagem da Comissão Episcopal do Laicado e Família, enviada à Agência ECCLESIA.

O guião orientador da iniciativa sustenta que o valor da vida “não se questiona”, “não se adjetiva” e “não se circunscreve no tempo”.

Os Bispos portugueses, através do seu Departamento Nacional da Pastoral Familiar, salientam que “até mesmo nos momentos mais violentos e mais dramáticos, esteve sempre em causa a defesa da Vida de um alguém, isolado ou coletivo”.

Não há palavras que descrevam o valor da vida de cada um”, por isso, a vida é um valor que “ultrapassa todos os excessos verbais” e “escapa até mesmo à imensa criatividade do homem”.

A Comissão Episcopal do Laicado e Família recorda que cada vida tem um passado, “repleto de vidas que a trouxeram ao presente, “que geram outras vidas que projetam o futuro”.

Na vida de cada um, há o mistério de um passado e o mistério de um futuro, que se constrói na verdade do presente”, sublinham na mensagem ‘Vida, futuro no presente’.

A Igreja Católica em Portugal afirma que é preciso “voltar à beleza” do que rodeia, para entender a Vida, para a “defender com toda a alma” e existir empenho “na construção do mundo que Deus entregou”.

Capazes de tanto que somos, seremos também capazes de entender que a defesa da Vida passa claramente, pela defesa da Família e, de um modo tão atual e pertinente, pela atenção aos mais novos?”, questiona a referida Comissão.

Neste contexto, a mensagem lembra que o Papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude 2019 no Panamá afirmou que os jovens são o presente e não o futuro e o presidente da Comissão Episcopal do Laicado e Família, D. Joaquim Mendes no Sínodo dos Bispos dedicado aos jovens que só uma ‘Igreja-família’ “é capaz de dar resposta aos anseios dos jovens”, pelo “sentimento de orfandade”.

A Semana da Vida 2019, que começa este domingo, vai ser celebrada no contexto do Ano Missionário especial que a Igreja Católica em Portugal está a viver até Outubro.

A Comissão Episcopal assinala que “o sentido grande e divino e inquestionável da vida, de toda a vida”, é “seguramente” um dos campos urgentes da missão e a isso se destinam as propostas apresentadas no guião {disponível no sítio online leigos.pt/} como a oração, “com a meditação dos mistérios do Rosário”, a formação, por exemplo a partir dos documentos do papa Francisco, e o testemunho, onde cada paróquia e comunidade “fará o que for possível”.

A Semana da Vida decorre, habitualmente, é celebrada em Portugal desde 1994, Ano Internacional da Família, quando os Bispos portugueses a instituíram na terceira semana de Maio, pelo Dia Internacional da Família (15 de Maio), em resposta à proposta do Papa São João Paulo II no encerramento do Sínodo da Europa, em 1991, referido na nota Pastoral ‘A Família e a Vida’ (01 de maio de 1994).

08 Mai 2019 «Agência Ecclesia»

AddThis Social Bookmark Button