18º Aniversário da 1ª Ultreia do MCC em Carreço

Ultreia Diocesana_Soutelo_8Foi no dia 18 de Julho de 2003, que um grupo de nove pessoas, {António Jorge Cunha, António Reis, Eduardo Branco, Ermita Reis, Hipoménia Cunha, Joaquim Cunha, Mª da Conceição Fernandes, Mª Idalina Jácome e Rosa Oliveira} começaram a reunir-se quinzenalmente em Grupos e em Ultreia, o que quer dizer - ir mais adiante, caminhar mais além com entusiasmo. Caminhar mais profundamente, ir para águas mais profundas e poder fazer a nossa própria descoberta em clima de oração - na Residência Paroquial às sextas-feiras e a partir de 11 de Junho de 2004, no Centro Paroquial Nossa Senhora da Graça às segundas-feiras.

Na Paróquia de Carreço são cerca de setenta, as pessoas que já tiveram a felicidade de participar num Cursilho. São homens e mulheres que tentam contribuir para a construção do reino de Deus e de um mundo melhor, a começar pelos ambientes onde se inserem. Alguns estão empenhados na nossa comunidade paroquial, fazendo parte de vários Grupos, Serviços, Conselhos, Catequese, etc .... Outros participam ou participaram em encontros de formação a nível diocesano e até há quem frequente ou frequentasse a Escola Superior de Teologia e Ciências Humanas de Viana do Castelo. «Segura na mão de Deus e vai»

Muitos parabéns em DECOLORES.

Hoje, quando falamos/cantamos em "De Colores", referimo-nos às cores descritas por São Paulo VI aos Cursilhistas da 1ª Ultreia Mundial que teve lugar em Roma, Itália no dia 28 de Maio de 1966: "Não é isso que vós pretendeis ao querer substituir na alma as trevas do pecado pelas Cores vivas da Graça, e ao querer implantar a transparência da fé luminosa onde antes havia dúvidas, tormentos, egoísmos? Seja o vosso Pós-Cursilho uma primavera de flores cristãs que alegrem a paisagem do mundo, e uma aurora de novas luzes que marquem o vosso caminho e o caminho dos homens que, talvez sem o saberem, também se dirigem para Deus".

O Movimento de Cursilhos de Cristandade ou Cursilhos de Cristandade são um Movimento da Igreja Católica que, mediante um método próprio, possibilitam a vivência e a convivência do fundamental cristão, ajudam a descobrir e a realizar a vocação pessoal e tornam possível a criação de núcleos de cristãos que vão fermentando de Evangelho os ambientes. (IF. 74). Criado por leigos e orientado para leigos, desde o seu nascimento, em 1944, na Ilha de Palma de Maiorca (Espanha), mostrou-se sempre fiel aos ensinamentos do Magistério. Rapidamente foi reconhecido como fruto da acção do Espírito Santo, em virtude dos bons resultados que se operaram nas pessoas que participaram logo nos primeiros cursilhos. Desde essa altura para cá. Os Cursilhos espalharam-se entusiasticamente por todo o mundo.

QUAL É O SEU OBJECTIVO?

Levar à vivência do fundamental cristão: a resposta ao plano de Deus em Graça, seguindo Jesus.

Levar à convivência do fundamental cristão em núcleos de comunidades para fermentar os ambientes de evangelho.

Ajudar a cada um a descobrir a sua vocação cristã, seus talentos e carismas.

O MCC é um movimento da Igreja: caminha com a Igreja Universal, Nacional, Diocesana e Paroquial no tempo e no espaço e, por isso, está comprometido com suas opções pastorais.

Tem um método próprio: querigmático, vivencial, testemunhal, que o caracteriza e se aplica aos seus três tempos, isto é, ao pré-cursilho, ao cursilho e ao pós-cursilho, não se podendo prescindir de nenhum dos seus tempos

AddThis Social Bookmark Button